Mais do que manter a condição física, o karaté tradicional é uma forma de vida. Um treino constante em competição com nós próprios sem limite de idade.

Uma arte marcial oriental, cujas componentes física e mental fazem da sua prática uma modalidade plena para o ser humano.
Do ponto de vista físico, o karaté, é completo com a utilização dos braços e das pernas, à direita e à esquerda, em rigorosa coordenação, proporcionando ao praticante um desenvolvimento corporal harmonioso, robusto e de rara agilidade.

Do ponto de vista mental, o karaté, pela coordenação e características nos movimentos técnicos (ataques e defesas), obriga ao praticante, a reagir às situações adversas, e ao mesmo tempo aprende a dominar os movimentos e o controlo emocional.

Estas características, garante ao karateca qualidades de carácter nobre e uma personalidade confiante, fazendo dele um ser social racional e civilizado.